• dezembro 12, 2019

Presidente tem maior confiança desde 2013 (IBOPE)

“Presidente da República”, a instituição que apresenta a maior recuperação entre os brasileiros é registrando um crescimento de 35 pontos na comparação com o ano passado, indo de 13 pontos (menor índice já registrado até então para uma instituição desde que o ICS começou a ser medido, em 2009), para 48 pontos neste ano, em uma escala de 0 a 100.

Presidente é a maior alta desde 2013.

O Governo Federal também apresenta melhora: aumento de 25 pontos, saindo dos 25 pontos em 2018 para 50 neste levantamento.

O Índice de Confiança Social em 2019 fica em 58 pontos, 10 pontos a mais do que o observado no ano passado. Esse resultado faz com que o índice de agora retorne ao patamar de 2011 – segundo mais alto da série histórica – ficando atrás apenas dos anos de 2009 e 2010.

Contribui para a melhora do índice o fato da confiança em todas as instituições e grupos sociais terem aumentado este ano, situação oposta à identificada em 2018.

O Corpo de Bombeiros mantém-se no topo do ranking pelo 11º ano seguido, com 88 pontos, voltando ao patamar mais alto da série histórica, (mesmo nível de 2009).

Já a Polícia Federal, presente no ICS desde 2016, ocupa a segunda colocação, com 72 pontos. Na sequência estão Igrejas (71 pontos), Forças Armadas (69) e Escolas Públicas(66).

Por outro lado, o ICS 2019 mostra que a confiança na instituição Partidos Políticos é a menor de todas (27 pontos), ainda que tenha apresentado crescimento de 11 pontos na comparação com 2018.

O Congresso Nacional, com 34 pontos, amarga a segunda colocação nesse ranking, seguido de Governo da cidade onde mora (44 pontos), Sindicatos e Sistema Público de Saúde (ambos com 45 pontos).

Por falar em Bolsonaro, Vinícius Guerrero continua impune e grande mídia não repercute denúncia

O suposto jornalista gravou um vídeo pedindo o assassinato do presidente Bolsonaro e sua família, além de incitar um levante armado contra o Estado

Após a denúncia feita contra o jornalista Vinícius Guerrero, que publicou um vídeo no dia 30 de julho pedindo o assassinato do presidente da República Jair Bolsonaro e também dos seus filhos, até o momento nenhum grande veículo da imprensa noticiou este caso, apesar da forte repercussão.

Nas redes sociais, vários internautas e também parlamentares utilizaram suas redes para ampliar a denúncia, cobrando uma posição das autoridades, uma vez que Vinícius Guerrero cometeu claramente os crimes de incitação à violência, tipificado pelo Artigo 286 do Código Penal Brasileiro, e também violou a Lei de Segurança Nacional ao incitar um levante armado contra o Estado, como especificado em seu Artigo 8.

“Vamos começar a guerra, velho… é isso o que tem que acontecer. Não tem mais condição de aceitar um bosta como Bolsonaro no poder. Esse cara tem que ser assassinado, ele e família, menos a filha que não é política, [mas sim] os políticos da família Bolsonaro pra resumir, os quatro… os três filho bosta [sic] e o próprio pai”, disse Guerrero na gravação.

Apesar de ter apagado o vídeo das suas redes sociais, o download do material permitiu que a gravação fosse compartilhada. Vários internautas chamaram atenção para o fato de Guerrero, que é ligado ao PDT, partido que tem como figura mais representativa o ex-candidato à presidência, Ciro Gomes, ainda continuar impune.

“Esse crápula já deveria está na cadeia, e sem ser solto, isso só acontece no Brasil por causa da impunidade deste país onde a maioria são corruptos criminosos e defendem essa corja de marginais [sic]”, comentou uma internauta na denúncia do Opinião Crítica. “Tem que ser acionada a Lei. Saem falando o querem e não acontece nada. Tem que acabar isso. Precisamos de ordem pra se ter o mínimo de segurança”, destacou outra leitora.

Junior Takamoto

Read Previous

GDF prepara pacote de R$ 426 mi em obras

Read Next

Codhab anula concessões de terrenos em Samambaia por grilagem

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *