• 11 de julho de 2020

O ” COVIDÃO ” é o novo caixa 2 dos políticos

COVIDÃO – Bolsonaro tem apanhado demais porque como ele cresceu com aquele discurso que não faria governo de coalizão, que todo mundo fez, de Sarney a Lula e Dilma.

Por Roberto Jefferson:

E o que é o “governo de coalizão”? É um projeto político. Que troca o apoio de um partido político por uma nomeação em uma empresa estatal, numa autarquia, na Presidência ou diretoria da Caixa Econômica ou no Banco do Brasil, isso não tem nenhum objetivo político.

A não ser o financeiro do ‘toma lá dá cá’ de fazer caixa, recurso para o partido ter dinheiro para eleições e contra isso se revelou o Bolsonaro, todo o toma lá dá cá no governo de coalizão é igual a corrupção.

Você veja que é verdade, num acordo com o PT para as eleições municipais, daquele ano que eu não me lembro se era 2004 e Lula deu 4 milhões para colocar na campanha dos candidatos do PTB. O acordo era de 20 milhões, o PT entregou só 4 e gerou aquela grande crise.

Claro e o Bolsonaro, ele não quer fazer, então ele tem sido vítima das suas virtudes e não dos seus defeitos.

Todo mundo fica dizendo que Bolsonaro não faz acordo, ele não tem habilidade para fazer coalizão, ele não junta gente em torno do seu governo, não junta porque não faz corrupção, o Bolsonaro não rouba e nem deixa roubar e esse é o motivo da crise do congresso com o Bolsonaro.

O congresso tá vivendo uma crise de abstinência, congresso tava habituado,  na sua maioria, não quero dizer que são todos, mas numa grande parte do senado, numa grande parte da camara, tava habituado a esse toma lá dá cá, apoiar em troca de dinheiro.

Então quando isso acaba, há uma crise de abstinência, como cocaína, não tendo como colocar para cheirar o dinheiro, não tendo o dólar para cheirar, pra cheirar o dinheiro, congresso tá entrando em crise, aqueles estoques de dinheiro, como fez o Vieira Lima e o Gedel com 52 milhões em casa no apartamento escondido, e isso não acontece em hipótese alguma no governo Bolsonaro, não há hipótese alguma de acontecer e o congresso tem que entender a nova realidade.

Agora nós temos toda cidade mesmo que não tenha COVID-19, declarou calamidade pública por quê? COVIDÃO – Porque o prefeito, ele pode manipular o orçamento a seu bel-prazer sem nenhuma licitação, ele troca dinheiro de uma rubrica pra outra sem licitação, sem autorização da camara dos vereadores, sem precisar fazer pregão pra coisa nenhuma.

Isso quando tem licitação, os prefeitos e os governadores já fazem uma trapalhada. Você imagina essa fortuna que está sendo transferida, que é dinheiro na veia, verba de custeio, ela não tem nenhum convênio, nenhum contrato, pode pagar tudo com esse dinheiro sem licitação, isso vai dar no Brasil a maior corrupção, é o caixa 2 das eleições, é o COVIDÃO, nós estamos voltando ao caixa 2 de eleição.

Me desculpe o Rodrigo Maia, ele jogou para ter a cumplicidade com ele para os prefeitos e governadores, no que é de pior, é um jogo sujo de corrupção, de financiamento eleitoral, é a pior coisa que podia ter acontecido nesses gestos que ele tá tornando essa política que eu digo, de confronto com a pauta bomba contra o governo federal.

Takamoto

Leia Anterior

Rodrigo Maia ganha com crise entre Bolsonaro e Moro

Ler Próximo

Abrasel lança cartilha sobre como reabrir bares e restaurantes com segurança

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *